Armando Freitas Filho

Armando Freitas Filho

Armando Freitas Filho é um poeta brasileiro nascido em 1940, no Rio de Janeiro, cuja obra possui grande relevância na cena literária nacional. Escritor de fina sutileza, trabalhou na Fundação Casa de Rui Barbosa, no Instituto Nacional do Livro, na Fundação Nacional de Artes (Funarte) e na Biblioteca Nacional, sem nunca deixar de lado sua veia poética.  Desde 1963 mantém uma produção ativa, lançando obras importantes e de grande senso estético. Pouco afeito à vida pública, Freitas Filho pode ser mais bem conhecido no excelente documentário “Perto do Fogo: 50 anos de poesia”, dirigido por André Rangel.

Vencedor do Prêmio Jabuti de 1986, pelo livro 3X4, o poeta segue em atividade, publicando sua arte e recebendo homenagens em âmbitos nacional e internacional, como o Prêmio Alphonsus de Guimaraens, o qual venceu em 2000 e 2014, e o Prêmio Portugal Telecom de Literatura, com o qual foi agraciado em 2010.

Seu livro Lar (2009) é uma das mais sofisticadas pérolas da literatura nacional, e atualmente o autor pode ser encontrado nas livrarias por sua mais recente obra, Rol. Freitas Filho é também o organizador da poesia de Ana Cristina César, escritora carioca falecida em 1983, aos trinta e um anos, de quem foi amigo e confidente.

Alexandre Ladeira

Sociólogo e professor por profissão, o autor desse blog sente pela literatura algo inescapável. Leitor apaixonado, escreve desde a infância sempre às sombras das gavetas ou apenas aos olhos das pessoas mais íntimas. Com o Veia, o pai do pequeno Pablo espera ir além, na esperança de que seu texto alcance um público mais amplo. Sem qualquer pretensão, almeja conciliar a sua necessidade pela escrita com a possibilidade de tocar outros corações e mentes igualmente apaixonados pelo universo literário e pelos múltiplos sentidos dessa forma de expressão.